Início Filmes Crítica: Meu Malvado Favorito 3

Crítica: Meu Malvado Favorito 3

72
0
COMPARTILHAR

Meu Malvado Favorito 3 estreou no cinema brasileiro e mostrou porque as salas estão lotando em todas as sessões, e não falamos só de crianças e pais levando filhos para assistir, estamos falando de jovens e adultos indo ao cinema para ver mais uma aventura de Gru, as meninas e os Minions.

O que faz esse filme continuar interessante e manter um futuro para a franquia, simples o filme é bom, bom demais, no filme Gru é um agente secreto que perde o emprego junto da esposa porque deixou um vilão escapar.

Essa é a primeira trama do filme, Gru tentando capturar o vilão, detalhe para o vilão Balthazar Bratt, um astro mirim dos anos 80 que perdeu espaço e agora quer destruir Hollywood, o tempo todo ele faz coreografias das músicas de sucesso da década de 80.

A segunda trama do filme é o reencontro de Gru e Dru, seu irmão gêmeo até então desconhecido que quer virar um vilão para honrar a tradição familiar e precisa do irmão para ensiná-lo a ser vilão.

A terceira trama envolve os Minions, como o filme não tem muito espaço para eles na trama principal então criaram uma aventura para eles já que são um grande sucesso entre crianças e de produtos no mundo todo, então eles estão lá, detalhe a trama deles no filme apesar de secundária é muito melhor que todo o filme que fizeram só pra eles recentemente.

Então Meu Malvado Favorito 3 merece ter as salas de cinema lotadas, e a bilheteria que está fazendo porque os criadores continuam fazendo um filme de qualidade e atentos as mudanças necessárias para manter o interesse do público.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here